TRANCOSO  é um pequeno distrito de Porto Seguro no litoral Sul da Bahia, que tem o inicio de sua história com a chegada de missionários jesuítas no século 16.



No final da década de 70, foi descoberto pelo hippies os quais estavam em busca de um local com natureza exuberante e valores diferentes dos encontrados nas grandes cidades. No inicio praticamente não havia circulação de dinheiro em Trancoso, o escambo, ou troca, era a maneira de obter itens básicos necessários à sobrevivência. A energia elétrica chegou somente em 1986 e ainda não está disponível em toda a cidade. O primeiro caixa de banco só chegou em 2004 e até hoje Trancoso não tem endereço para correspondência em toda a cidade, e parte da população tem de ir ao correio verificar se chegou alguma carta. 

A cidade segue em ritmo lento e vida gira ao redor das praias e da praça central conhecida como Quadrado.




O Quadrado, uma praça gramada, é o coração de Trancoso. De manhã todos estão nas praias e no final da tarde sobem à praça central. A maioria das lojas e restaurantes somente abrem após as 16:00 horas. No final do Quadrado encontra-se a igreja de São Jõao Batista, a segunda mais antiga do Brasil. Após a igreja pode-se observar toda a costa até Arraial D´ajuda em um mirante panorâmico. Nas noites de lua cheia esse local fica repleto de pessoas que tem o privilégio de ver a lua nascer no mar. A praça em formato retangular tem casas coloridas dos dois lados, herança preservada da colonização jesuítica, e hoje abriga uma infinidade de boutiques, restaurantes e lojas de artesanato. Seguindo a tradição as pessoas se reunem no final da tarde e observam o tradicional jogo de futebol e os cavalos pastando preguiçosamente ao por do sol.